Vídeos ZEN na Motocicleta

4 de agosto de 2017

Revisão dos 1.600 Km da Forty - Eight

No mês de junho levei a Forty- Eight para fazer a primeira revisão na The One Harley-Davidson. Além da  revisão ela estava apresentando um problema na luz do neutro - que às vezes acendia e muitas vezes, não acendia - quando se colocava no ponto morto.  Se o cavalete da moto fosse baixado, ela também desligava e se a embreagem não estivesse acionada na hora de dar a partida - a moto também não ligava. E também, uma das braçadeiras do protetor do escapamento quebrou.



Chegando na concessionária expliquei a situação para o pessoal da oficina e depois de dois dias fui buscá-la. O técnico disse-me  que além dos itens normalmente trocados, foram feitas várias verificações. 
E estas verificações são específicas para cada modelo. No caso da Forty-Eight foram verificados: o funcionamento dos equipamentos elétricos e dos interruptores; pressão dos pneus; torque de aperto do parafuso da tampa do reservatório do freio dianteiro; ajustes dos rolamentos da coluna de direção; ajuste e lubrificação dos controles do acelerador; torque de aperto dos parafusos dos controles manuais das estruturas superior e inferior dos interruptores; ajuste da corrente primária; substituição do lubrificante de transmissão; Inspeção das tubulações de óleo e sistema de freio e tubulações de combustível e os encaixes quanto a vazamentos, contato e abrasão; torque de aperto dos parafuso de montagem do suporte do motor no estabilizador superior dianteiro; torque de aperto do parafuso de montagem e da porca do isolador dianteiro; torque de aperto do parafuso da tampa do reservatório do freio traseiro; inspeção do torque de aperto da porca do eixo dianteiro; torque de aperto do parafuso banjo dos freios; inspeção e lubrificação do cavalete lateral; ajuste da embreagem; ajuste e lubrificação dos controles da embreagem e do freio; inspeção da correia de acionamento e as rodas dentadas, ajuste da correia; torque de aperto da porca do eixo traseiro; inspeção do sistema de escapamento; apertar os terminais da bateria - se necessário.

Com relação ao problema do neutro ele me disse que o sensor do neutro foi verificado e limpo. Enquanto estava pilotando-a em Curitiba e luz do neutro funcionou perfeitamente, mas na estrada teve alguns momentos que ela não acendeu... Agora vou monitorando para ver como a Forty-Eight se comporta, porque para nós que moramos no interior não é tão simples levar uma motocicleta na concessionária sempre que dá um probleminha...
No caso da braçadeira, era preciso ter levado-a para eles. Só depois de verificá-la a concessionária poderá fazer a substituição. Eu ia enviar para eles via correio mas, depois de ver que uma uma braçadeira fácil de encontrar numa loja de ferragem, vou resolver por mim mesma...



Todavia, é muito importante que os clientes sintam-se seguros com relação aos serviços executados pelo pessoal da área técnica mecânica das concessionárias da Harley-Davidson. Afinal de contas é a vida de um piloto que está em jogo.
Logo que saí da concessionária senti que a 48 estava afinada, os ajustes dos freios, pedais e desempenho podiam ser sentidos.

Nos vemos na estrada!!!!

Nenhum comentário: