31 de maio de 2013

Ásana para melhorar as dores no corpo após andar de moto

É sabido que depois de horas andando de moto é preciso fazer algo para tirar o cansaço, as dores nos braços, costas e ombros; sem contar o desgaste emocional. Depois de um bom banho nada melhor do que fazer uns mudras e/ou ásanas.
Hoje vamos apresentar esta ásana que contribuirá para o bom restabelecimento da energia do corpo-mente e da atentividade. Lembrando a importância de se praticá-la frequentemente para o fortalecimento do complexo corpo-mente.

ADHO MUKHA SVANASANA
Também conhecida como "Postura do Cachorro Olhando para Baixo". Segundo Vanessa De Luca (professora de Yoga) esta postura é completa porque alonga toda a cadeia posterior do corpo, fortalece as pernas, o tronco e os braços, alinha a coluna vertebral e alivia a tensão do pescoço e da cabeça. Além de aumentar a circulação sanguínea no cérebro, coração e pulmões; acalma a mente e estimula o sistema nervoso positivamente. Esta ásana também contribui para diminuir a ansiedade e a depressão e, consequentemente aliviando o stress da viagem.

Coloque uma cadeira com as costas contra a parede e fique de frente para ela a um metro de distância. Ao inspirar, eleve os braços, direcione o topo da cabeça para o teto e, na expiração, flexione à frente a partir da articulação coxo-femoral, apoiando as mãos sobre o assento. Caminhe com os pés para trás, mantendo-os afastados um pouco além da largura dos ombros e até que fiquem alinhados ao quadril. Expire ao pressionar os calcanhares no chão e as mãos na cadeira. Cuidado com os pulsos. Durante os primeiros meses, o peso colocado nas mãos e nos punhos deve ser mínimo. O aumento do peso dever ser de forma lenta e cuidadosa. Os dedos se afastam das palmas, e estas pressionam a base uniforme e firmemente, com o dedo médio apontando para a frente e os demais afastados. Eleve ligeiramente os glúteos ao estender os joelhos e puxar suas coxas para trás, mas não arqueie sua lombar. Leve a caixa torácica em direção às sua coxas e alongue a parte posterior do pescoço. Mantenha cotovelos e joelhos alinhados e pressione os calcanhares contra o chão e os ísquios para cima. Para desfazer, inspire e eleve lentamente a cabeça, caminhe em direção à cadeira, faça duas ou três respirações e, só então, erga o tronco. Mantenha a postura de 30 segundos a 1 minuto.

Foto de Viviane Pelissari Guia Oficial de Yoga

Foto de Viviane Pelissari - Guia Oficial de Yoga

Postura para quando o corpo já tiver mais flexibilidade
Comece com as mãos, joelhos e pés no chão; pés e joelhos devem estar na mesma largura do quadril. Com os dedos dos pés  virados para frente, empurre o quadril para trás na direção dos calcanhares. Depois estique os braços para frente colocando as mãos na largura dos ombros. Alongue o tronco e deixe a cabeça relaxada. Inspire e, ao expirar, eleve o quadril para cima, estendendo as pernas. Com as mãos firmes no chão, empurre os braços, os ombros, o tronco e o quadril para cima, alinhando a coluna. Depois, abra o peito e empurre-o suavemente na direção das coxas. A partir dos ísquios elevados, alongue bem as pernas, empurre as canelas para trás e eleve os joelhos pela ação do quadríceps. Relaxe o rosto, a  garganta , a nuca e a cabeça e respire devagar e profundamente. Fique nesta postura entre 30 e 60 segundos.

Foto de myyogaonline.com

Esta foto abaixo indica o que não se deve fazer: Não dobrar os joelhos e não arredondar a coluna. Tome cuidado para não deixar os ombros para fora. O pescoço precisa estar relaxado
Foto de Viviane Pelissari - Guia Oficial de Yoga

Sei que não é tão simples no começo, mas com persistência vamos nos surpreender com os resultados desta postura. Realmente faz com que nos sintamos renovadas...

Nos vemos na estrada!!! 

23 de maio de 2013

Fique consciente da sua situação

Mais uma postagem para dizer que devemos ficar muito atentas quando estamos a pilotar nossa moto dos sonhos.
Antes de sentarmos na moto devemos perguntar ao nosso Eu interior ou ao nosso coração - estou com energia para pilotar? Estou em harmonia para sair por aí com minha bike? - se a resposta é talvez... ou, não... É melhor não abusar.
Embora nos traga muita alegria fazer o que gostamos, depois de algumas horas pilotando é natural que a nossa atenção e o nosso corpo comecem a distrair-nos, com dores e pensamentos não agradáveis.
Estou repetindo este assunto, pois é chato de saber que uma amiga de estrada caiu com a moto, seja por culpa de outrem ou não.
O pára-choque numa motocicleta somos nós mesmas, por isso é importante manter uma certa distância do veículo da frente, ter energia para prever situações ao nosso redor... E isso só é possível se estamos alertas e se não fomos além das nossas limitações.
Para eu saber das minhas limitações preciso me auto-observar o tempo todo; preciso aprender com as minhas experiências e se possível com as dos outros.

Amiga de estrada, uma moto pesada não é tão fácil de ser pilotada em baixa velocidade, ainda mais quando estamos pegando o jeito em manobrá-la...

É importante descobrirmos qual é a nossa moto ideal, pois uma moto inadequada vai nos causar mais problemas que o normal. Portanto não se apresse em chegar na sua moto dos sonhos...

Você, assim como em outras situações da vida, não pode pular etapas. Um degrau de cada vez... Assim a sua experiência será consistente, e você estará preparada para quase todo tipo de situação.


Nos vemos na estrada!!!

13 de maio de 2013

Usar ou não o pára-brisa na sua Harley-Davidson?

Eu aprendo muito observando os outros, ponho na prática aquilo que ouvi aqui e ali, para tirar minhas próprias conclusões.

Um dia desses resolvi tirar o pára-brisa da minha Bella, já que iríamos fazer uma viagem curta, a fim de verificar se realmente ele seria necessário ou não.
Muitos motociclistas preferem a motocicleta sem pára-brisa; já ouvi falar que não era necessário desde que o piloto estivesse usando um capacete esportivo - por causa da aerodinâmica.
Bom, durante o trajeto pegamos vento mais forte que o normal, o que acarretou um maior esforço para manter-me na posição normal de pilotagem. Isso provocou dores na região lombar e na palma da mão...
Os bichinhos e óleos que antes eram desviados pelo pára-brisa agora ficavam presos na jaqueta bem como na viseira, as pedras podem atingir partes do corpo.

Quando comprei a moto, ela veio com este pára-brisa que depois tive que cortar porque num dia de chuva e lama na estrada, indo para o Harleyros Maringá, não enxergava nada. E coincidentemente lá um harleyro de Blumenau veio me dar um conselho - corte este pára-brisa pois você vai sofrer em dias de chuva...

Antes do corte

Reparem que ele foi cortado para não atrapalhar a visibilidade. Veja mais detalhes sobre o assunto clicando neste link

Também troquei o guidão, e para ver esta postagem clique aqui

Ride safety! Nos vemos na estrada Harleyras e Harleyros!!!

6 de maio de 2013

Inspire-se com as Women Riders, mas lembre-se...


Mesmo que a sua moto dos sonhos seja uma Ultra Glide ou uma Goldwing, saiba que você precisa se preparar, adquirir experiência e aprofundar a sua auto-confiança.
Fazendo um upgrade de forma consciente e sem apressar-se, o resultado tende a ser o melhor possível.

RIDE SAFETY...

Vìdeos Zen na Motocicleta