31 de dezembro de 2014

Última Postagem de 2014

Fiquei pensando o que poderia escrever... uma retrospectiva?
Não, esse ano não foi um ano de muitas viagens de motocicleta e nem de muitos passeios.
Digamos que foi um ano de introspecção; um ano para reavaliar certas coisas e mudar o que precisava ser mudado. Um ano para repensar que tipos de viagens estamos dispostos a fazer e em que condições.


21 de dezembro de 2014

Você é Incomparável!

Você é única(o)!

O motivo ao qual você gosta de pilotar é particularmente seu;
embora o discurso pareça semelhante ao de outras pessoas, 
como -  BUSCA DE LIBERDADE...- 
este conceito "liberdade" também é diferente para cada um... 

Então, vamos celebrar esta " aparente " diversidade!





14 de dezembro de 2014

Direitos e Deveres dos Condutores e Pedestres

Formando condutores e pedestres mais conscientes....

"O código de Trânsito Brasileiro responsabiliza os condutores pela segurança dos pedestres. A boa convivência entre condutores e pedestres depende do respeito aos direitos e deveres de cada um:

  • Quando não houver sinalização, como semáforo ou faixa, o pedestre deverá esperar que os veículos passem, para então efetuar a travessia com segurança.
  • Quando houver sinal luminoso, este determina quem deverá passar.
  • Quando houver faixa de pedestre sem sinal luminoso, a preferência é do pedestre.

O condutor deve tomar os seguintes cuidados:
  • Dar uma oportunidade real para o pedestre utilizar as vias, principalmente crianças, idosos e deficientes físicos.
  • Na proximidade de pedestres, reduzir a velocidade e redobrar a atenção.
  • Tentar prever a reação do pedestre.
  • Ser gentil e facilitar as travessias do pedestre, sempre que possível.

O pedestre deve:
  • Atravessar sempre na faixa de segurança.
  • Procurar sempre ter certeza de que o motorista notou a sua presença.
  • Aguardar pelo momento mais seguro para atravessar vias sem faixa.
  • Procurar atravessar a rua sempre em linha reta, percorrendo a menor distância no menor tempo possível.
  • Evitar caminhar sobre a pista de rolamento.
  • Aumentar a capacidade de previsão, procurando identificar os sinais do condutor."
Fonte: Curso de Formação de Condutores - César B. Bruns - Tecnodata



8 de dezembro de 2014

Emblemas do Tanque Harley-Davidson

Continuando a série - Logotipos ao longo da história da Harley-Davidson... Depois da década de 30 os tanques das motocicletas ganhavam mais colorido e criatividade. Lembrando que neste período as motocicletas não tinham nomes mas sim, siglas que seguiam uma nomenclatura
Só  depois da Segunda Guerra Mundial é que as motocicletas receberiam uma designação; e a primeira delas é a Hydra-Glide.
Nas fotos abaixo você vai ver os emblemas entre 1932 e 1942 - quando foram fabricadas motocicletas para a segunda guerra mundial.
Enjoy them

1932 VL


1933 VLD
Tanque de Harley-Davidson CB 1934

Tanque de Harley-Davidson RL 1935

 Tanque de Harley-Davidson 1936 EL

Tanque de Harley-Davidson 1936 VLH

Tanque de Harley-Davidson 1938 WLDR

Tanque da 1940 UL

Tanque de Harley-Davidson WLA 1942

Aguarde a terceira parte destas belas artes...


Bibliografia: A Arte da Harley-Davidson - David Blattel e Dain Gingerelli
                     The Complete Harley-Davidson - Tod Rafferty

3 de dezembro de 2014

Mototurismo na Bolívia

Há um tempo atrás escrevi sobre a experiência que minha irmã passou ao ir de moto com o marido para a Bolívia. Segundo eles, não voltam mais a fazer mototurismo por lá.

Em virtude daquela postagem, recebi um email de um dos motociclistas - Ney Pimentel - que tiveram a moto roubada um pouco antes da minha irmã e seu grupo irem para a Bolívia.
Ney comentou que depois de 25 dias conseguiram reaver as motos, depois de contactarem com amigos da Federal. 
Como o desejo de conhecer o Salar Uyuni e a Estrada da Morte, era maior do que a experiência passada, Ney e seu amigo resolveram voltar para a Bolívia, porém agora contrataram segurança de Corumbá até Santa Cruz de la Sierra. 

Ele também comentou que agora só estão roubando cargas de certo valor na Bolívia; e as camionetes, carros e motos não mais, porque não conseguem emplacar se não tiver a origem... coisa que antes era possível.

Os postos de combustíveis estão sendo cuidados pelo exército, então automóveis sem placa não podem abastecer. 



Na minha maneira de ver, acho que ainda é complicado ir de moto num país em que você precisa de seguranças para fazer uma viagem, e onde o povo é hostil para quem vem de fora.

Segundo Ney a viagem foi tranqüila, e resta a cada um decidir se vale a pena ou não. Para eles valeu, então é isso o que importa.

30 de novembro de 2014

Assumindo a responsabilidade...

Embora uma boa porcentagem de mulheres motociclistas têm conhecimento dos cuidados necessários para a boa manutenção da sua bike; tenho visto muitas que deixam aos cuidados do marido esta tarefa, ou ainda aos cuidados de terceiros.
Mas, na minha maneira de ver, tudo que possuímos demanda uma certa atenção e cuidado de nossa parte. Tenho satisfação em saber a cilindrada da minha moto, quando vou levar para a revisão ou troca de óleo; qual a gasolina a ser usada, calibragem dos pneus... 

São coisas simples não é mesmo? Porém elas nos ajudam a nos tornarmos responsáveis e mais conscientes daquilo que é de nossa propriedade. 


Assim dou mais valor àquilo que eu cuido pessoalmente... Não é assim com você também?


23 de novembro de 2014

Quando trocar o pneu da Harley-Davidson?

É de grande importância mantermos os pneus corretamente calibrados, para aumentar a vida útil dos mesmos, evitando ressecamentos e deformações, inclusive, desgaste precoce. 
Como eu não exijo muito dos pneus da minha moto, troquei o traseiro com 18.000 Km - levando em consideração os 5.000Km com o antigo proprietário; e também, uma viagem para Punta del Este, que deixou o pneu achatado no centro.

Lembrando que estou me referindo aqui aos pneus originais. Porque já li alguns artigos em que pneus não originais desgastam com maior facilidade e também podem causar acidentes, devido à falta de especificações para as motos Harley-Davidson. 

Quem conhece de pneus diz que a cada 2 trocas de pneu traseiro 1 troca de pneu dianteiro. Digamos em média 15.000Km para o traseiro e 30.000Km para o pneu dianteiro. Mas isso pode levar anos para acontecer... Então, ao que você precisa ficar atento quanto à boa eficiência do pneu da sua Harley ?
Bom, em primeiro lugar, toda vez que formos levar nossa Harley para a revisão, devemos solicitar atenção especial de quem entende, para avaliarem a situação dos mesmos - ressecamento, desgaste, cortes, rachaduras ou furos, e prazo de validade. Se a moto ficar parada por mais de uma semana, devemos manter os pneus bem calibrados e alterar a região de contato com o solo. Li que deve-se evitar passar silicone nos pneus, bem como querosene...????

A gente quando pilota precisa estar atento quando a moto começa a derrapar, como ela se comporta na chuva fazendo curvas.  Tudo isso são indícios para você perceber que algo está errado com os pneus. Não dá para vacilar...

A validade de um pneu é de 5 anos, mas isto só é verdadeiro se tomamos os cuidados devidos a fim de prolongar a vida útil do mesmo.

Pode doer no bolso trocar os pneus , mas garanto que dói muito mais se você cair com a moto e, além de machucá-la; se machucar...



Até a próxima postagem!


20 de novembro de 2014

Quando fazer Revisão na sua HD

É engraçado isso, mas a maioria das pessoas não leem o manual, seja de um telefone celular ou de um automóvel...
Já ouvi cada coisa referente às revisões da Harley...
Tudo bem, tem gente que quer fazer revisão com mais frequência e outras, somente quando achar necessário...

Tendo em vista estes equívocos, eis um esquema bem simples (segundo o manual), para se recordar das revisões.
  • Se a moto é zero Km - a primeira revisão é com 1.600 Km e a segunda, com 8.000 Km; depois a cada 8.000 Km ou 5.000 milhas.
  • Se a moto é semi-nova - revisão quando comprar e posteriormente, a cada 8.000 Km. 
  • Troca de óleo - dependendo do óleo e da frequência de uso da motocicleta - a cada 4.000 Km ou a cada 8.000 Km. Mas como o motor de Harley gosta de um óleo mineral - aconselho óleo mineral- a cada 4.000 Km 😉
A revisão dos 1600 Km, é para trocar o óleo - devido ao amaciamento do motor -  reaperto de parafusos e ajustes necessários.

As revisões a cada 8.000 km, são importantes para avaliar o estado geral da motocicleta, trocas de óleos e fluídos de freio, pastilhas; limpeza, lubrificação e ajustes de cabos; ajuste de correia, trocas de pneus, avaliação dos amortecedores. Mas isto, o seu mecânico de confiança já sabe como proceder.

Ah! Lembrando que sempre é bom revisá-la antes de sair para uma grande viagem.



Simples assim... Cabe aos proprietários manter a moto limpa, pneus calibrados e usar gasolina de boa qualidade. Uma Harley com estes cuidados, não te deixa na mão, nunca...
Depois da revisão, nos vemos na estrada!


11 de novembro de 2014

Logotipos da Harley-Davidson

As primeiras motocicletas da lendária marca norte-americana, tinham o logotipo - Harley-Davidson - pintado com detalhes em vermelho, no tanque.
Com o passar do tempo estas logomarcas foram evoluindo e se tornando mais importantes, quando as motocicletas começaram a receber um nome.
Tendo em vista a grande variedade, resolvi fazer uma série de postagens mostrando a evolução destes símbolos.

The Silent Gray Fellow  1906 Single

Modelo 7D  1911

Modelo 11-F 1915

Modelo BA 1926

Modelo JD 1926

Modelo VL 1930


Vocês podem perceber, que até 1930 não tínhamos grandes mudanças. Porém na próxima postagem as coisas vão mudar.

Até lá bravos Harleyros!


Bibliografia: A Arte da Harley-Davidson - David Blattel e Dain Gingerelli
                     The Complete Harley-Davidson - Tod Rafferty


3 de novembro de 2014

Velocímetro com Tacômetro integrado

A reclamação de muitos Harleyros é que, além de faltar marcador de combustível, carece também de indicador de marchas nas motocicletas Harley-Davidson.
Em 2014 a Harley-Davidson lançou um acessório que sinaliza tudo isto - Combinação de velocímetro com tacômetro - part number 70900071A ; 74775-11A; 74777-11A.

Este acessório possui uma tela de LCD de cristal líquido onde o fundo pode ser de várias cores. A visualização fica bem fácil para o piloto - marcha, nível de combustível, odômetro ( milhas ou Km), relógio e autonomia. Nas HD 2008 todas as funções estão disponíveis, o que não acontece nas mais antigas. Sempre é bom conversar com quem conhece para tirar as dúvidas.
As motocicletas que têm velocímetro de 5" - Sportster, Softail, Dyna e Road King podem se beneficiar deste velocímetro com tacômetro integrado.

Inúmeras são as possibilidades de cores


22 de outubro de 2014

Harleyras Pioneiras

Foto do Livro 100 Years Harley-Davidson - Willie G. Davidson


Em 1912, quando chegava o final de semana, a diversão era organizar corridas de Harleys. E as mulheres participavam tanto na garupa como pilotando.


13 de outubro de 2014

PHDs subindo o Morro do Dragão


Enquanto esperávamos nossos amigos para fotografar a façanha de subir a rua de casa; pudemos ao longe ouvir o ronco das máquinas vibrando sobre o silêncio do lugar...

Eles estavam chegando!!!

A rua de casa sempre está mudando, é uma nova vala aqui ou ali, pedras e pedriscos que parecem brotar do chão... e para apimentar a situação, cachorros que não gostam de motocicletas.

Como não podemos nos ver subindo ou descendo; é muito legal quando vemos outros fazerem isto...
Então amigos, apreciem esta brincadeira...
Ride and have fun!


PHDs subindo o Morro do Dragão from Vera Felippetto on Vimeo.



8 de outubro de 2014

DUO-GLIDE

Em 1958 a Hydra Glide foi substituída pela Duoglide; designação esta devido a 2 para-choques com amortecimento hidráulico, que ofereciam  suspensão para a roda traseira. Além desta novidade, a FLH recebeu freio traseiro hidráulico - olha só quando introduziram os freios traseiros...- novo reservatório de óleo, pneus faixa branca, forte transmissão e embreagem, alforjes rígidos e protetores de alforje cromados.
Características da DUO-GLIDE:
Motor OHV 45 graus
Cilindrada: 1208
Potência: 52 cv
Peso: 300 kg



No final da década de 50 as Harleys big twins conseguiram se sobressair no mercado como motocicletas grandes e com boa capacidade estradeira.

Amortecedor traseiro
Alforje rígido

Em 1960, os consumidores da FL tinham grande quantidade de acessórios para equipar a sua motocicleta, que passaram a ser chamadas de "DRESSERS".




Referência Bibliográfica:
The Encyclopedia Of the Harley-Davidson - Peter Henshaw & Ian Kerr
A Arte da Harley-Davidson - David Blattel & Dain Gingerelli

2 de outubro de 2014

Cores da Deluxe 2015

Novas cores para as Deluxe 2015... Para quem gosta de uma moto mais clássica ou para quem gosta de uma moto mais chamativa...

White Hot Pearl/ Blue Hot Pearl
A Deluxe 2007, a cor azul era mais escura do que este azul - Blue Hot Pearl.


Black Magic
Esta Black toda estilosa é para os meninos que preferem uma moto confortável e fácil de manobrar. Grande pedida...


Hardy Candy cancun Blue Flake

Esta moto foi customizada - guidão, assento solo e manetes brancos, e escapamento Screaming Eagle. Estilosa!!

Para ver as novas motos 2015 clique aqui

29 de setembro de 2014

Proteção do tanque - Sportster 1200

Caríssimas(os) hoje vou mostrar para vocês como resolvi o problema de riscos no tanque da Sportster 1200 ou da 883 Custom.
O zíper da jaqueta, ou a chave da moto pendurada no pescoço, ou ainda no caso das meninas, colares e cintos com penduricalhos... Tudo isso vai estragando a pintura do tanque.

Como gosto de costurar nas horas vagas e tenho paixão por jeans, resolvi fazer um protetor de tanque com este tecido.
O tecido que usai foi uma manga de jaqueta jeans, mas você pode reciclar uma calça jeans velha. Eu uso também a parte excedente da barra das calças. Aí fica a seu critério e criatividade.

Faço o molde no papel, da parte superior do tanque e da parte lateral. Corto 1 vez a parte superior e 2, as laterais com o tecido dobrado. Costuro e prendo elástico preto nas bordas laterais que irão passar por debaixo do tanque e se fixar  na peça que prende o tanque na barra do guidão. Para fixar a parte inferior da capa, costuro um velcro, a mais ou menos 10 cm da base inferior. 
Quando fores afixar a capa na moto certifique-se de que a moto não esteja com o motor quente, senão você vai queimar as mãos.

No tanque coloco uma tira de papel contact transparente para proteger o atrito constante do tecido que, aliado com poeira também pode tirar o brilho da pintura com o tempo.

Logo feito em couro e depois costurado na capa








Na foto à direita, vocês podem ver que eu havia colocado uma faixa de feltro, para proteger; mas o melhor é colocar o papel contact diretamente no tanque.



Não ficou linda; com personalidade????


21 de setembro de 2014

Comparativo Boulevard M800 e Sportster 883 Custom

Se a gente quer aprender alguma coisa nesta vida, precisamos pagar o preço. Quer experimentar uma marca de carro ou moto, tem que comprar... Não basta, apenas dar uma voltinha ou fazer um test drive.




Foi com este intuito que adquirimos há um tempo atrás a Suzuki Boulevard M800, 2012 zero Km, e a testamos por 6 meses. Moto linda na cor azul clara, o banco do garupa podia ser tirado e no lugar se colocava uma carenagem. Ela realmente é charmosa, com estilo Custom, refrigeração líquida, peso em torno de 269 Kg, baita pneu traseiro e ótima suspensão; motor com 805 cc e 53 CV de potência. Segundo o vendedor, o reservatório da gasolina fica embaixo do banco, baixando, assim, o centro da gravidade da Suzuki M800 ( segundo proprietários de Boulevard informação errada). Tem marcador de combustível - isso teria que ter em todas as Harleys, mas infelizmente eles consideram como um acessório...
Ah! e o preço era próximo à uma Sportster 883 Iron... Lembrando que estou comparando com uma 883 CUSTOM, e não Iron.
O único porém é que ela demorava para chegar aos 90 km/h, e muitas vezes me via em má situação nas estradas interioranas. Pois não conseguia me desvencilhar dos caminhões... Assim fica difícil. E no verão, mesmo com refrigeração líquida, o motor aquecia bastante...


No caso da Sportster XL 883 Custom - moto robusta, tanque para 17 litros, suspensão é durona, peso da Sportster é de 259 kg, motor com 883 cc e 51 CV de potência. No verão o calor não incomoda como as HD de 1600 cc; e o principal, chega facilmente à 100 km/h, o motor responde bem quando é solicitado. O banco é um pouco mais alto do que a Boulevard, mas mesmo assim consigo fazer as manobras necessárias.
Ambas precisam de outro guidão, se for para uma mulher pilotar, senão, as costas vão incomodar...

A Boulevard tem muitas peças em plástico e o acabamento poderia ser melhor, inclusive os cromados. As rodas são pintadas ao invés de cromadas; e o farol não tem nada a ver com o estilo da moto - preferia o das Boulevard 2008.
Acostumada com a Harley-Davidson, que tem um ótimo acabamento, onde há uma boa diversidade de cores de motos, e ainda, as rodas são cromadas e os para-lamas são de ferro; vejo que estas diferenças fazem a gente ficar mais consciente na hora de se decidir.



Se você tiver outra opinião e quiser compartilhar com a gente, fique à vontade. Pois o que vale é a experiência de cada um.
Por falar nisso... Qual a sua Moto ideal?
Porque esta postagem não é para quem tem certeza de qual é a sua moto ideal, mas sim para quem está em dúvida e quer conhecer a experiência dos outros, sem se ater apenas às revistas motociclísticas...
Além da Boulevard já tive Biz, Virago, Shadow e tentei uma BMW650 e uma Bonneville, mas faltou perna para experimentá-las...
Gosto da Indian mas, aprendi a gostar da Harley - não por causa da marca, do Harlismo, mas sim pela sensação de pilotar uma moto potente, clássica com atributos que são importantes para mim. Just it...

Nos vemos na estrada!



16 de setembro de 2014

SEGURANÇA NO TRÂNSITO - RESPONSABILIDADE de TODOS

Esses dias fomos até Florianópolis e vimos situações potencialmente perigosas para os motociclistas. O lema "gentileza no trânsito" está sendo levado de forma abusiva...

  • Tem pessoas que ficam paradas perto do meio-fio, de repente o carro na sua frente pára, achando que o pedestre quer atravessar... mas ele não quer;
  • pessoas achando que podem atravessar na faixa onde há sinaleiro, mesmo quando o sinal está aberto;
  • pessoas desatentas atravessando a rua, e então, os motoristas têm que fazer malabarismo para desviá-las;
  • Motos tendo que frear bruscamente e até caindo por causa da displicência dos pedestres.
  • Faixas de pedestres próximas de faixas sob os  sinaleiros... Também atrapalham o fluxo dos carros...
Não sei aonde vai dar isto, mas a falta de capacidade de avaliar a melhor maneira de atravessar uma rua, sem atrapalhar muito o trânsito é o que está acontecendo. Claro que vemos pessoas conscientes da situação dos motoristas e motociclistas. Porém, vejo adolescentes e jovens brincando de atravessar na faixa sem olhar e bem devagar... Na hora do rush, isto provoca enormes congestionamentos e stress.
Tendo acompanhado um carro que volta e meia parava diante as faixas de pedestres, quando ele chegou na BR saiu como um louco tentando tirar o atraso, forçando ultrapassagens. Cadê a gentileza??? Não dá para entender...

Em Curitiba, é outra cidade que posso avaliar, a maioria das pessoas não abusam da sorte como aqui - SC. O lema em Curitiba é "Segurança no Trânsito, responsabilidade de todos". Isto significa atentividade na hora de atravessar a rua e evitar se colocar em situações de risco.
Se formos ver até um cãozinho se cuida para atravessar a rua...

Portanto, muito cuidado Riders quando estiverem pilotando em Santa Catarina. Motos de grande cilindrada são um ingrediente a mais quando se trata de manobras bruscas...

Foto: edeleite.wordpress.com

À propósito, a definição de GENTILEZA no dicionário é: qualidade ou caráter de gentil (magnânimo, gracioso, delicado, cortês); amabilidade, delicadeza.
Na minha maneira de ver, precisamos estar conscientes do nosso entorno quando estamos dirigindo ou pilotando ou caminhando na rua; e agir com atentividade em pró da segurança de todos.

Nos vemos na estrada!

11 de setembro de 2014

Haste do pedal do freio

Cada vez que visito o catálogo da Harley-Davidson, fico impressionada com os novos itens que ele oferece.

Para quem é baixinha(o) e se bate um pouco para alcançar o pedal do freio numa FL Softail... é; porque a perna precisa fazer uma curva, contornando o filtro de ar, pra então, tocar com a ponta do pé, o pedal do freio. 
Ou para aquelas(es) que são muito altas(os) e a perna também fica em posição desconfortável para frear... Eis as novidades:




Pedal de freio traseiro estendido - part number: 41600008
Este pedal em alumínio é 1 polegada maior do que o padrão, o que melhora a posição de pilotar e não força os joelhos. Para aqueles que as botas também atrapalham na hora de pilotar, dizem que ameniza o problema.

Pedal de freio traseiro reduzido - part number: 42640-00
Ideal para motociclistas com pés pequenos ou pernas mais curtas, esta haste é 2 polegadas menor do que o original. Em belíssimo acabamento, é mais um item que, além de melhorar a pilotagem, embeleza a sua moto dos sonhos.



Não é lindo? Ah... e se você tiver paciência, você consegue trocar sozinha(o).

Qualquer duvida é só escrever para a gente. Saudações Harleyros!

8 de setembro de 2014

Desconforto ao pilotar - tremendo a mandíbula

Há algum tempo atrás lendo uma matéria a respeito de situações de desconforto ao pilotar, me deparei com algo ainda não experienciado. Devido ao frio ou devido à roupa molhada e desgaste energético e ou stress - o queixo começa a tremer de forma involuntária... E isto começa a incomodar e tirar a atenção da estrada.

Quando experimentei isto o que foi que eu fiz?
A  princípio, deixei a boca entreaberta,mas isto também não resolveu... O ideal foi parar a moto numa lanchonete, tomar algo quente e se aquecer, descansar; para depois continuar seguindo viagem.

Quando você se põe em situações de risco, onde você já não tem energia para continuar, nada melhor do que fazer uma parada estratégica - pernoitar - e continuar somente quando se está bem disposta(o) , novamente.

Numa Harley-Davidson não se deve ter pressa de chegar, mas sim curtir cada momento em cima do seu cavalo mecânico, afinal de contas a única coisa que importa é você - a sua máquina - e a natureza que vos cerca...


Foto Adriana Kravetz
Nos vemos na estrada!!!


2 de setembro de 2014

Protegendo as Bagagens - conclusões

Numa postagem antiga havia comprado nylon para fazer capa para os meus alforjes de couro. Porém quando peguei chuva torrencial por 2 dias, não teve jeito. Molharam os alforjes, sorte que as roupas estavam dentro de sacolas plásticas, evitando dissabores.
Então,  solucionei este problema com capas para mochilas, que se encontra nas lojas de artigos de aventura. Estas capas podem, inclusive, serem utilizadas para proteger o banco da moto...





28 de agosto de 2014

Calibragem do pneu da sua Harley-Davidson

A calibragem ideal dos pneus é fundamental para uma boa pilotagem bem como para estender a vida útil dos pneus. É de grande importância a calibragem dos pneus ainda frios, caso contrário a leitura vai ser incorreta - para menos. 
A nossa opção foi comprar um calibrador portátil que já vem com leitor, e que pode ser ligado no ascendedor do carro ou da moto; assim, não precisamos tirar alforjes ou se deitar chão e nem queimar as mãos quando se tem que calibrar no posto de gasolina.

Categorias de Motocicletas Harley-Davidson
Calibragem
Pneu original
Calibragem pneu original com garupa ou bagagem
XL 883L
36 pneu dianteiro 42 pneu traseiro

XL 883R/N
30 pneu dianteiro 40 pneu traseiro

XL 1200C, XL 1200CA e CB, Forty Eight
36 pneu dianteiro 40 pneu  traseiro

XR 1200X
36 pneu dianteiro 42 pneu  traseiro

Dyna Super Glide Custom FXDC
30 pneu dianteiro
36 pneu traseiro
 30 pneu dianteiro  40 pneu  traseiro
Blackline, Street Bob, Dyna Low Rider
30  pneu dianteiro 40 pneu  traseiro

Deluxe, Heritage Classic e Heritage Custom, Fat Bob
36  pneu dianteiro 36 pneu  traseiro
 36 pneu dianteiro    40 pneu  traseiro
Fat Boy, Night Train
36 pneu dianteiro 38 pneu  traseiro
 36 pneu dianteiro  42 pneu traseiro
Breakout, V ROD, Muscle, Night Rod, Pneu Traseiro 240 ou 280
36  pneu dianteiro 42 pneu traseiro
 36 pneu dianteiro    44 pneu traseiro
Road King, Street Glide, Electra Glide Ultra Limited, 
Ultra Classic Electra Glide
36 pneu dianteiro
40 pneu  traseiro





25 de agosto de 2014

PHD Blumenau - Fotos

Gosto de fotografar, gosto de apreciar as pessoas num encontro como este, onde estão se sentindo poderosas por pilotarem sua Harley-Davidson. 
E ainda, podemos rever pessoas queridas e compartilhar um momento único de alegria e simpatia... Não tirei foto de todas elas, mas, pudemos dar um abraço carinhoso em todas que reencontramos. E viva a Vida!!!!












Tivemos a oportunidade de presenciar a prova de Marcha Lenta para as Ladies.
Eis os instantâneos destas motociclistas corajosas!!!











As finalistas - Valéria e Vivian!




A vencedora, Valeria!!!

Vìdeos Zen na Motocicleta