29 de dezembro de 2011

De férias, numa Harley, sem stress...

Sabemos que quando chegam as férias de verão o caminho para as praias, depois do Natal, ficam impraticáveis para quem quer desfrutar de uma tranqüila viagem. Muitas praias chegam a aumentar em 10 vezes a população local, o que significa stress no trânsito, no comércio, na praia, etc, etc... Claro que a maioria gosta deste "agito"; mas há aqueles que querem encontrar localidades onde se possa curtir o passeio e a beleza do lugar. A solução é fazer o caminho contrário da massa humana...

Uma das possibilidades é a cidade de Tibagi, no Hotel Itagy ou no Hotel Fazenda Itaytyba, onde as estradas são lindas e em boas condições. A cidade é agradável e você estar em contato com a natureza - Parque Guartelá e deslumbrar as lindas fazendas no entorno da rodovia Castro Tibagi.
Outra opção é ir para Gramado e Canela, onde as diárias estão bem convidativas, a temperatura é amena e você pode aproveitar o que a cidade tem de melhor para lhe oferecer, sem stress.
Hotel Itagy em Tibagi




Entrada do Parque Estadual Guartelá


Hollywood Dreams Car em Gramado


Passeando pelo centro de Gramado


Ah! Outro lugar que fica bem tranquilo é em Urubici, na Pousada Serra Bela... E tem várias possibilidades de passeios...

Se você tiver outra sugestão, deixe o seu comentário por favor... Grande abraço e até a próxima postagem.


7 de dezembro de 2011

Ride and have peace... Em Santo Amaro da Imperatriz


Toda vez que nos preparamos para um passeio de moto cuidamos para não deixar a mente tomar as rédeas e, por antecipação, querer estragar o sabor do misterioso...
Um dia antes - malas preparadas, roupa de pilotagem separada, viseiras do capacete limpas e já estamos prontos para participar da gostosa brincadeira.
Na manhã da saída, já sentimos o efeito da adrenalina no corpo e a vontade de iniciar a jornada sem pressa de chegar, mas sim, curtir cada momento em cima das nossas Harleys.
Destino: Plaza Caldas da Imperatriz
É um lugar muito, muito especial... Você se sente em paz e revigorado(a), pois além do ambiente super agradável, a comida do restaurante é magnífica; e  você pode se hospedar e desfrutar de banhos termais e outras terapias que o SPA oferece.

Enjoy it!

1 de dezembro de 2011

Pequenas manobras porém, de grande importância

A maioria das pessoas já sabem que pilotar uma moto pesada na auto estrada é uma maravilha. Bastou passar dos 50Km/h e ela parece até voar, não é mesmo?

Mas quando você encontra um congestionamento? 
O motor começa a aquecer muito e você tem que dar uma de herói(na) e fazer manobras para sair o quanto antes desta situação.

Pontos relevantes:


  • Ligue o pisca alerta da sua moto;
  • Prestar atenção às motos que vêm no corredor entre as 2 pistas, geralmente elas são de baixa cilindrada e querem passar por você, por onde der;
  • Não ficar muito próximo do carro a sua frente, pois se precisar mudar de pista ou ir para o acostamento você tem espaço para isso.
  • Se os carros estiverem parados de fato, cuidar com portas que porventura se abram na sua frente;
  • Tenha certeza de que os motoristas estão vendo que você está no corredor, porque muitos querem mudar de faixa de repente;
  • Se for preciso usar os freios, use os traseiros para evitar que a sua moto penda e caia no meio do engarrafamento.
Se você tiver que parar num lugar certifique-se de que você vai conseguir manobrar sozinha(o) para voltar à rota.
Evite lugares onde tem muitas pedrinhas, ou areias;
Evite ruas onde não se consegue fazer a volta com a moto;
Evite lugares de muito movimento.

Esses dias errei a entrada de um lugar...
Eis que precisava ir um pouco para trás para não cair com o pneu da frente num buraco, mas como eu estava numa descida ; fazer esta manobra sozinha não foi fácil...
Respirei fundo, com muito jeito e paciência consegui manobrar a motinha de 330kg.
... ufa, e sem dar vexame.



Regras existem, porém é importante sempre usarmos o bom senso e atitude na hora H...

Até a próxima aventura...
Ride and have fun!!!


19 de novembro de 2011

Sportster 1200 Custom

Foto do site Harley-Davidson

Sportster XL 1200C... Uma ótima opção para as meninas brasileiras que querem entrar para a família Harley-Davidson. É que a Sportster 1200C é bem mais robusta que a 883 Custom, e o peso da máquina é o mesmo.
Outro aspecto muito importante é a roda dianteira mais larga, que a meu ver, traz maior estabilidade na pilotagem e tem menor probabilidade de entortar.

Em outros países a Harley-Davidson oferece 8 pacotes de customização para a XL Custom 1200, são eles: Bobber, Blaked Out, Sturgis, Chromed Out, Cruiser, Women's Cruiser, Sassy e Too Hot. Trata-se de personalizações pré-definidas, a fim de simplificar a vida do biker, que adaptará a XL conforme as suas necessidades. Então o(a) pilota(o) sai com ela customizada da loja...


Vamos ter uma noção do pacote - Women's Cruiser:

Foto site Harley-Davidson

Os acessórios são os seguintes: pára-brisa, encosto e sissybar, e os alforjes; podendo ser acrescentado ainda o protetor de motor, um banco solo para aproximar a pilota dos comandos. E para aquelas gostam de ouvir uma música quando pilotam, tem um sistema de áudio que  é afixado no tanque.


Visite o site da HD e customize a sua bike

Aqui no Brasil não é tão simples customizar a sua Harley, mas você encontra algumas Oficinas ou Garages (especializadas em Harley-Davidson) e ainda, lojas virtuais onde você pode ir customizando conforme a sua disposição.

Veja também a postagem sobre as Sportster CA e CB 2013

14 de novembro de 2011

O capacete e o selo do INMETRO

Estes dias recebi um email referente à situação do selo do INMETRO e ao prazo de validade no capacete.



Conversamos com uma pessoa que conhece a legislação, e ele nos falou que se o capacete está em bom estado e não é usado diariamente, não se pode considerar o prazo de validade de apenas 5 anos; só nos casos em que ele é usado diariamente.
Se o capacete foi customizado e precisou-se tirar o selo, o que fica valendo é a etiqueta interna, referente às normas de boa fabricação.
Outra coisa que é importante é uma etiqueta do Inmetro (NBR 7471:2001) próximo à cinta jugular - referente à segurança da mesma.

Se você está viajando e seguindo as boas normas de conduta, ninguém vai lhe incomodar com relação ao capacete. Agora, se você não estiver...
Com certeza vão lhe questionar até sobre botas com reforço em metal, para andar de moto...


O documento abaixo refere-se àqueles que importaram o capacete e este não tem o selo do Inmetro


Por favor, deixe o seu comentário, caso você tenha outras informações.
Até a próxima....

10 de novembro de 2011

Fazer as mesmas coisas de forma diferente...


Sempre que se tem de ir a um mesmo lugar várias vezes; nada como usar a criatividade para que a viagem seja sempre uma gostosa brincadeira...

Não é preciso falar muito quando se trata de andar de moto, pois as belas paisagens falam por si só...

Veja no mapa

Se você quer ver outro caminho para chegar à Curitiba veja também esta postagem



Passeando numa Harley-Davidson from Vera Felippetto on Vimeo.

6 de novembro de 2011

Tem idade para pilotar????

Querer  pilotar... tem idade??
Não acredito.

É só ter muita energia e vontade;
aliada ao desejo de expandir seu horizonte;
Ânsia de superar os "seus" medos e caminhar para o desconhecido;
Preencher-se de alegria e coragem...

E querer sentir o vento da liberdade aliviando a sua alma...
Até descobrir que - a moto é apenas um instrumento para você vivenciar tudo isto...
Pois você é a sua VIDA...
Vá além dos seus sonhos e dos seus conceitos...

Welcome to Real Life!!!


Foto da revista - Harley-Davidson

25 de outubro de 2011

Meditação e a atitude ao pilotar uma moto


Por Monja Coen

"O que a moto tem de similar com a meditação é que você não pode ficar guiando a moto divagando, pensando em problemas e dificuldades. Tem de esvaziar a mente, e isso não significa ficar sem nada na mente, e sim estar com ela aberta para inúmeras possibilidades. A mente não vai focar somente você, e sim todo o ambiente ao seu redor. E mesmo assim você estará em foco perfeito.
O foco que a moto exige é : o foco do meu caminho, da direção e de tudo que há à volta."

Fonte Revista IZZO - texto de Renata Leão

Foto: Vera Felippetto

21 de outubro de 2011

Mototurismo em 1953


No verão de 1953 Geoffrey Gander e seus amigos fizeram um passeio anual, de motocicleta, ao redor da Europa. Eles passaram pela França, Alemanha, Áustria, Itália e Suíça; as motos que fizeram parte desta jornada foram: Brough Superior, Triumph Thunderbird, 2 Sunbeam e uma Triumph.


No documentário escrito pelo filho de Geoffrey, tem lindas fotos; desde o embarque das motocicletas nos aviões, até os belos alpes da Baviera. Ah! Eles usavam terno  e gravata e uma capa, para pilotar... Nada de roupas de couro, cordura ou goretex.
Veja toda a reportagem clicando aqui

                                                                   Fotos: Geoffrey Gander


                                                                    Fotos: Geoffrey Gander


Fotos: Geoffrey Gander


Lindas fotos , não é mesmo??? E que disposição... Pois naquela época as estradas eram de chão batido. Ah! E eles paravam para fazer um lanche na beira da estrada mesmo, com direito até a um fogareiro... Muito legal!

22 de setembro de 2011

Roupas para andar de moto - segunda pele

Quando iniciamos o esporte de andar de motocicleta, necessitamos de roupas adequadas para tal. Demoramos até encontrar a vestimenta ideal; ninguém conta para você... Você vai tendo que experimentar.
Nesta postagem vamos nos ater com as Segunda Pele ou Underwear ; existem aquelas que são para inverno- com uma malha especial que retém o calor do corpo; e outra para verão - que retira o suor da pele e permite rápida evaporação, mantendo a camiseta seca. 

Segundo o fabricante SOLO - Fibras especiais na parte interna destes tecidos absorvem a umidade do corpo transportando-a para a superfície externa, movendo 30% mais umidade do que os tecidos monocomponentes. A umidade atinge a camada externa, espalhando se uniformemente para acelerar o processo de evaporação, possibilitando assim que o processo de secagem seja duas vezes mais rápido do que em tecidos de algodão.Estes tecidos se destacam também pelo baixo peso e volume, por oferecerem maior liberdade de movimentos, por serem fáceis de lavar e de secar e por não precisarem passar. A escolha ideal do Base Layer dependerá das condições climáticas de sua atividade. Por exemplo:
X-SENSOR é ideal para atividades que necessitam de baixa proteção térmica e é adaptável a diferentes condições climáticas.
X-THERMO possui médio isolamento térmico com ótima relação peso e volume.
X-POWER possui alto isolamento térmico, indicado para ambientes de extremo frio.


O inconveniente é que elas retém o cheiro do suor com facilidade. Mesmo aquelas que possuem fios de prata com ação bacteriostática que dizem não precisar lavar por uma semana... Minha experiência demonstrou outra coisa, pois descobri que tenho alergia a tecidos sintéticos. E quando passamos por uma situação de stress o suor fica mais forte devido à eliminação das toxinas e você vai ter que lavar a camiseta bem antes do que você pensava...

Eu ainda prefiro a camiseta de algodão e adotei o leite de magnésia como desodorante; além de ser inodoro ele é eficiente e não tem antitranspirante.

Para retirar o cheiro de suor das camisetas sintéticas, lavo-as com sabão neutro e no último enxágue acrescento 2 colheres (chá) de bicarbonato de sódio na água. E tem funcionado...

Se quiser conte para a gente qual a sua experiência. Até mais...


12 de setembro de 2011

MARTA MOTORCYCLES

Em dezembro conheci a Marta pessoalmente quando estava querendo trocar de moto. Ela havia recém entrado de férias, e me pediu para aguardar a sua volta pois seu desejo era ajudar a vender a minha moto. E eu disse à Marta que foi desta forma que ela me conquistou...
Com um jeitinho de menina, Marta Trentin, conquista as pessoas, deixando-as se sentindo à vontade em sua "Lujinha".

Neste vídeo ela aparece com sua Fat Boy e contando para nós um pouco das suas experiências em cima de uma Big Twin.





Desde criança é apaixonada por moto e hoje trabalha com alegria pois faz aquilo que mais gosta...


A Loja Marta Motorcycles situa-se em Curitiba.

E na foto abaixo, Marta encontrou uma moto linda demais para mim...




8 de setembro de 2011

A moto como Filosofia de Vida

Por Monja Coen

"As pessoas têm de estar preparadas para andar de moto. Têm de desenvolver a presença, estar presente em cada instante. As pessoas têm de estar livres para ter opções de se livrar de problemas, ou seja, estar ligadas a todas as possibilidades e probabilidades, estar vivas e alertas."

 A moto é como a vida. É ela que diz a você quando mudar a marcha, você não escolhe. Tem de ficar em sintonia com ela. E essa é a sintonia que a gente tem de ter com a vida. Quando é que eu posso acelerar? Quando é que devo ir mais devagar? A moto é uma filosofia de vida. Se você não ouvir e sentir, cai. Existe uma frase do budismo que diz assim: "Vá reto por uma estrada cheia de curvas". As pessoas pensam que você vai entrar na curva e se matar, mas não é nada disso. Seja macio na curva, seja a curva quando ela aparece. E isso a moto ensina, a ser flexível.








26 de agosto de 2011

Dyna Switchback FLD 2012






Esta belezura de motocicleta é uma Dyna estilo Retrô com pneu dianteiro mais largo e rodas de alumínio, farol maior - estilo Roa King; motor Twin Cam 103 com 6 marchas, amortecedores tipo old school mas com alta tecnologia e de fácil ajuste ; párabrisa e alforjes destacáveis. O banco é em 2 níveis, e o guidão é o mini ape - que traz os comandos para perto do piloto. Ah! e ainda por cima tem plataforma para os pés.
É uma moto que se adapta bem no estilo touring e também  no  estilo cruising...

Veja toda a matéria no site Harley-Davidson



23 de agosto de 2011

Herdando os alforjes da 883C

Quando tinha a 883C, havia encontrado um alforje de couro da Harley-Davidson, bem especial, para os modelos FX.
Mas, quando pus a moto à venda preferi ficar com eles para adaptar na nova bike, até poder comprar os alforjes da Deluxe. 
Como a minha Deluxe já veio com sissibar, sempre que vamos viajar eu fixo os alforjes nele. 
Embora os alforjes sejam pequenos, eu levo " adventure clothes" que fazem pouco volume e não amassam.
Mas se precisar de mais espaço, sempre tem lugar nos alforjes da moto do Berton, hehehehe...

Leva-se o que se pode carregar...



18 de agosto de 2011

Monja Coen - Também foi motociclista

Por Renata Leão

Uma das primeiras mulheres a comprar uma motocicleta no Brasil e a única a comandar um templo budista no país, Cláudia Baptista de Souza, a Monja Coen, diz que acelerar duas rodas com maestria é o mesmo que meditar.

Antes de se tornar monja, Cláudia foi jornalista, aprendeu andar de moto numa Ducati quando tinha 19 anos e curtiu a vida em diversas motocicletas. Foi uma das primeiras mulheres a comprar uma motocicleta quando chegaram no Brasil.Quando estava trabalhando como jornalista ela comprou uma de maior cilindrada,  pois ia fazer as matérias de moto.
Num belo dia resolveu ir para o Rio de Janeiro de motocicleta, sozinha... Usando um casaco de pele de carneiro, com um cordão de karatê envolta da cintura, pegou a estrada; no meio do caminho dormiu numa pousada de caminhoneiro. Chegou no Rio de Janeiro e ficou alguns dias na praia.
Renata perguntou: qual foi a sensação desta viagem?
"Um prazer, uma alegria. A moto tem muito isso, você tem de estar inteiro, com atenção permanente. Você e a moto têm de se tornar um corpo só, e não uma dualidade. Se você pensar que é você e a moto, você cai. Tem de pensar que é uma coisa só. E presta muita atenção porque você está em contato com o vento, sem proteção. Justamente por isso seu estado de alerta tem de ser maior."


"A moto é como a vida. É ela que lhe diz quando mudar a marcha. Você não escolhe."


Fonte: Revista IZZO

Mais sobre Monja Coen

14 de agosto de 2011

Nomenclatura da Harley-Davidson Brasil

Você já percebeu que a sua moto tem uma codificação em letras? Já teve curiosidade de saber o porquê daquelas letras ao invés de apenas o nome: Sportster, Dyna, Heritage, etc?
Pois quando me dei conta disto lendo o manual da motocicleta, pensei que, talvez, fosse uma postagem interessante. Procurei deixar apenas as especificações para as motos que são vendidas no Brasil, pois se formos considerar toda a nomenclatura, fica uma postagem muito extensa. 
A idéia é simplificar... Então vamos começar...
Cada designação é dividida em 4 partes, sendo que a primeira é o tipo de motor, a segunda - tipo de roda frontal e garfos dianteiros; a terceira - família e certas qualidades e a quarta: modelos e suas variações
Primeira parte:
F - Motor Big-Twin de 1450 à 1800cc
XL - Motor 883 à 1200cc
V - Motor de V- Twin 1130 à 1250cc

A segunda parte:
X- Roda frontal de 19 ou 21 polegadas.
L- Pneu frontal largo 16 à 17 polegadas e forquilhas frontais Hydra-Glide.
R - Racing (corrida), no caso das V Rod - musculosas

A terceira parte :
D- Dyna
C- Classic, Competition, Custom, vários significados.
H- “High performance” e “Heavy duty”.
S- Versão esportiva (V Rod)
HT – Highway Touring.
ST – Softail.

As demais letras:
C- Classic, Competition, Custom.
DX - Dark - motor de cor preta e motorzão
F - Fat Boy
I- Injeção eletrônica.
N- Nostalgia.
R- Roadster- estradeira, ou Road King  
S- Versão esportiva, no caso da Road King Custom - Special.
T- Touring, ou ainda, moto que possui carenagem.
U - Ultra
N- Nightster - Motor preto
L - Low - baixa
W - Pneu traseiro largo
SE - Screamin'Eagle (edição especial)
X - Power

FLHT – Electra Glide Standard
FLHTCUI - Electra Glide Ultra Classic
FLHR - Road King
FLHRCI - Road King Classic
FLHX - Street Glide
FXDC - Dyna Custom
FXDI - Dyna Super Glide
FXST - Night Train
FXCW - Rocker
FLSTN - Deluxe
FLSTF - Fat Boy
FLST- Heritage Softail
FLSTC - Heritage Softail Classic
XL - Sportster
XLC - 883C
XL1200N - Nightster
XL1200R -Roadster
VRSC - V Rod 
VRSCDX - V Rod EXplosive

Acabou o mistério, pois agora temos uma base para entender as siglas da lendária marca Harley-Davidson. 

8 de agosto de 2011

Moto Café em Blumenau - um ótimo passeio

No sábado, montamos em nossas lindonas e fomos em direção à Blumenau, passando por lindas paisagens bucólicas cercada por montanhas azuis que se perdiam no horizonte... 
A nossa intenção era ir até a Moto Café, que fica quase ao lado do Shopping Neumarkt.
A Moto Café é uma loja de venda de motocicletas multimarcas, de acessórios para motos e para motociclistas, inclusive roupas, calçados e capacetes. Têm para todos os gostos, mas o que fiquei impressionada foi com os artigos da Harley-Davidson - pins, anéis e relógios, luvas para todos os gostos; botas; camisetas, coletes e jaquetas, e acessórios, é claro.
Os harleyros que vem para o Encontro Internacional de PHD, que vai se realizar nos dias 19 à 21 de agosto, vão adorar!!!

Ah! Na Moto Café (como diz o nome) tem um espaço muito gostoso para se tomar um café e algo mais!!!
Como sempre, somos muito bem recebidos pelos anfitriões e pelo pessoal de apoio... E também temos a oportunidade de conhecer boas pessoas...
Este é um ótimo bate-e-volta para quem mora no norte-nordeste de Santa Catarina.


Eu e a Vivi

3 de agosto de 2011

Levando um(a) garupa

Primeiro de tudo 
Preparar a sua motocicleta...
Antes de você pedir para o garupa subir na sua Harley-Davidson, tenha certeza de que a sua moto está preparada para tal experiência. 
Certos modelos são bem confortáveis para o garupa; assim como as Electra Glide. Porém há modelos em que o assento precisa ser mudado e o acréscimo de um encosto já dão um certo conforto. Mas aquelas que tem assento solo e não tem pedaleiras... nem pensar.
É muito importante ajustar a suspensão e calibrar os pneus, para dois passageiros.



7 de julho de 2011

Uma Verdadeira Pioneira

Por Charles Plueddeman


Na América dos anos 30 uma mulher conduzindo uma motocicleta era algo bem incomum. Se fosse dirigir solitariamente através do país por estradas lamacentas da América rural, isso era quase escandaloso. E se esta mulher fosse negra, bem, as coisas podiam se complicar quando Bessie Stringfield surgisse em uma cidade pilotando sua própria Harley-Davidson.
Entre os anos 30 e os anos 40, Stringfield fez 8 viagens de longa distância solitárias, atravessando um total de 48 estados. Ela fez sua primeira pilotagem quando tinha 19 anos, era apaixonada por motocicletas e simplesmente se recusava a deixar que as barreiras de sua época a impedissem.

30 de junho de 2011

Uma Janela para o Atemporal

Quando piloto minha Harley, têm momentos em que posso deslumbrar uma janela para o ATEMPORAL.
Não sou eu e a moto e os outros...
Não há mais separatividade,
Eu e a moto somos uma...
A estrada, as paisagens, os automóveis,
Tudo é uma coisa só...
Eu não sou mais uma observadora,
Mas sim, o observar...
E o sentimento resultante disto ?
Alegria , alegria...
...BLISS...


7 de junho de 2011

"O" almoço em São Bento do Sul

No sábado passado fomos almoçar com um grupo de apaixonados por duas rodas, no Restaurante Alpenbier - São Bento do Sul.
Nosso amigo Roque já fez uma postagem no domingo, e nesta postagem ele já falou do clima, do lugar, das estradas, da companhia e da comida; resta a nós apenas agradecer ao casal Rô e Roque ( RO-ROQUETOUR) por serem um link nesta grande comunidade de motociclistas. Pois eles estão sempre bem dispostos e alegres, provocando um ou outro e também um ao outro; estimulando e valorizando cada membro do grupo para que se sintam, rapidamente, familiarizados.

Agora, poder andar de moto com o grupo na serra do mar, em direção à Jaraguá, foi demais... Você sente o poder daquelas máquinas pilotadas por seus pilotos...
Como o Berton estava de carro, ele só podia admirar de longe.
Quando chegamos em casa eu disse a ele: eu não podia perder a oportunidade de andar com o grupo, já que normalmente só andamos eu e ele.

Maravilha!!! Valeu pessoal...E até uma próxima oportunidade.











27 de maio de 2011

É um ritual, quando saímos de moto

As pessoas que andam de motocicleta diariamente, já interiorizaram ou simplificaram os passos a serem dados.
Para mim, antes de qualquer coisa, preciso sentir se estou com energia e vontade de pilotar. Pois às vezes tenho vontade mas, mentalmente não estou alerta, concentrada.

Depois que me decidi, vou escolher a vestimenta ( capacete ideal, jaqueta adequada, camiseta dry fit, luvas, calça jeans ou calça de couro), sem deixar de levar a capa de chuva - sempre ( mesmo que esteja um sol escaldante), a máquina fotográfica, água de côco ou Red Bull.

Fazemos alguns alongamentos e asanas ( por no mínimo meia hora) e depois tomamos um café da manhã bem leve.
Destravar a moto e já guardar a chave no bolso, para não esquecê-la em casa.

Motor acionado, hora de se concentrar e preparar-se para descer a rua de saibro.* Lembrando, não olhe para onde não quer ir...

*Bom, esta é uma particularidade nossa, a rua onde moramos, apesar de vários pedidos na prefeitura, continua um grande desafio... Cada morador tem que cuidar do seu acesso... Brincadeira, não é mesmo????
A rua, em tempos de chuva, transforma-se quase num riacho...
É uma adrenalina subir e descer a ladeira...
Mas é muito bom, cada vez que conseguimos superar esta etapa...

Uma vez subindo com uma Shadow, tive que diminuir a velocidade e o motor cortou e eu caí...rsrsrsr

Mas uma Harley-Davidson não te deixa você na mão, não...

Parece uma rua????

300m até a rua que beira o rio

Veja também: Qual atitude ao pilotar uma moto

18 de maio de 2011

Women Riders

A Harley-Davidson está celebrando em MAIO - o mês das mulheres motociclistas. E para tanto, lançaram peças específicas para as Ladies of Harley; esta linda jaqueta ( Joyride Functional Jacket) no valor de $195,00 , assim como o capacete e a luva de couro no valor de $55,00.
Ah se essa moda chega aqui no Brasil...

" In May, women from across the globe will come together to celebrate women riders. This year, we invite women in the largest cities and smallest towns in every country to get out and ride, and we ask men to join us in support of the women riders in their lives. Whether you head out solo or with friends, be sure to check out new Women's Riding Gear at your Harley-Davidson® dealer first. 
It doesn’t matter how far.
It doesn’t matter where.
Together let’s ride." 
















26 de abril de 2011

Vamos de Harley, almoçar em...São Francisco do Sul?

São Francisco do Sul é a cidade mais antiga de Santa Catarina e a terceira do Brasil. Dizem que a primeira ocupação foi em meados de 1553. Hoje ela vive basicamente do porto e do turismo na temporada.

Quando vamos à São Francisco gostamos de freqüentar o Restaurante Portela Pier 84, que fica na Rua Babitonga, 84, telefone 47 3444-1579. Enquanto almoçamos podemos deslumbrar uma vista maravilhosa da baía.
Depois do almoço é gostoso caminhar para conhecer alguns pontos turísticos. Pois o Centro histórico, a Catedral, Mercado Municipal e Museu Nacional do Mar, estão nas proximidades do restaurante.

Catedral


Museu Nacional do Mar









Ao lado do restaurante Portela

Um lugar simpático para pernoitar, é a Pousada Solar da Beira...
Bom passeio... e até o próximo.

6 de abril de 2011

Vamos de Harley, almoçar em...Blumenau ?

Esses dias conhecemos um Restaurante em Blumenau, chamado Moinho do Vale, cujo telefone é (47) 3322-3440. Ele está localizado na "Prainha", e é um lugar muito agradável e, aos domingos, tem um buffet bem diversificado e de qualidade premium....




Se você preferir uma churrascaria tem, na frente do Moinho, a Ataliba, fone: (47) 3329-5088. Mas esta vai ficar para o próximo passeio...



E se você for pernoitar e gostar de comida japonesa, lembre-se do Restaurante Sushi Garden, está aberto diariamente a partir das 18:00.


E bom almoço...

27 de março de 2011

Mudras para melhorar as dores no corpo quando pilotamos - parte 1

Depois de algumas horas de pilotagem, as costas, os ombros, membros e mãos, começam a incomodar. Geralmente é sugerido uma parada a cada hora e meia.Com direito à hidratação, pois o cérebro não funciona bem desidratado.
Como estamos paramentados é difícil fazer alguns alongamentos. Mas aqui vou indicar alguns Mudras que podem ser feitos durante aqueles minutinhos que você fez a parada. São necessários 5 minutos para cada Mudra.

22 de março de 2011

Comprando uma Harley semi-nova???

Quando estamos querendo trocar de moto, que cuidados devemos ter em comprar uma moto semi-nova. Geralmente temos um mecânico de confiança, mas se moramos longe dos grandes centros nem sempre encontramos um conhecedor de HDs.

Segundo um amigo que era Engenheiro Mecânico e tinha uma oficina de motos em Balneário Camboriú, ele disse que devemos observar as borrachas das plataformas ou pedaleiras, disco de freios, pastilhas de freio,velas e filtro de ar. Ele considera estas, partes baixas da moto, e que se estiverem muito desgastados indicam muito uso.
Os pneus traseiros devem ser trocados em média depois de 17.000Km e os dianteiros depois dos 34.000Km.
Se a moto está com pneus novos e a kilometragem está baixa ... ATENÇÃO...
Ele diz ainda que, se puder comprar a moto de conhecido é a melhor alternativa.

Mas quando não se é possível?
Quando a coisa depende só de você mesmo?

Procure uma loja de venda de motocicletas idônea;
Observe o estado geral da moto, como: pintura, cromados, caixa do óleo de freio, espelhos, raios das rodas;
Se possível, converse com o proprietário e preste a atenção nas entrelinhas;
Veja várias motos para poder fazer uma comparação;
Use a sua intuição ( este deveria ser o primeiro e mais importante);
E saiba, realmente, o que você quer.
Não tenha pressa...

E boa compra



Uma postagem com conselhos do nosso querido amigo Maccori, que  foi pilotar em outras dimensões... 

1 de março de 2011

A Alma da Moto é o Piloto

No domingo, dia 26/02, nos deparamos com uma quantidade de motos descendo a BR 101. Eram tantas motos que, é claro, congestionava as praças de pedágio.
Uma diversidade de máquinas, mas com único sentimento: aproveitar um domingo de tempo bom e fazer aquilo que faz sentir-se bem.
Motociclismo...
Um hobby... Uma paixão...
Um sentimento de liberdade... Um estado de espírito...

18 de fevereiro de 2011

Customização nos E.U.A

É muito fácil customizar sua Harley-Davidson nos E.U.A, basta clicar no ícone e encontrar uma loja perto de você

4 de fevereiro de 2011

Harley-Davidson a way of life


O livro com este título traz na introdução, as palavras de um dos autores que gostaria de transcrever, pois são muito expressivas.

"Ela é uma verdadeira "grande dama" que, em mais de 90 anos, nunca envelheceu e tem demonstrado continuadamente que o clássico nunca cai de moda. A cor da sua roupagem não importa; o que é importante é como seus diamantes são expostos. Ela tem tido os maiores amantes,totalmente apaixonados, que são capazes de percorrer centenas de milhares de milhas por ela e com ela. Ela sempre tem sido procurada, examinada, despida com os olhares e invejada. Ela ganhou grandes prêmios e guerras; ela tem ido a lugares que outras não poderiam. Hoje, ela continua cativando; ela é celebrada e exibida, vestida conforme os diferentes gostos.
O retorno dela tem afetado o mercado, mesmo tendo sido inundado pelas japonesas.
Ela não teme a ninguém.
Ela está com quase 100anos, e toda manhã quando eu a acordo e a descubro, eu não posso deixar de admirar sua linha perfeita, que fez o sonho de meu pai e o meu de escrever este livro.
Obrigado Sr Harley.
Obrigado, aos Davidsons."

Por Albert Saladini

Do livro: Harley-Davidson - A Way of Life

21 de janeiro de 2011

Sportster Nightster 1200

Esta 1200 Nightster foi lançada em 2007, em comemoração aos 50 anos da criação da família Sportster. Pesquisando sobre a potência desta bike encontrei valores entre: 70 e 80cv (segundo Mascaro - 75cv). Vamos falar sobre os pontos fortes desta Harley. Ela é considerada uma das mais baixas da família; pesa 250 Kg ( o que a torna uma opção para as ladies); o motor é o evolution, o que promove um ronco agradável; a injeção é eletrônica, o assento é solo,  e tem marcador de combustível.

5 de janeiro de 2011

Um Yank atravessou a fronteira numa Harley-Davidson


Depois de 25 anos (em 1943), este soldado visitou a Revista Enthusiast e pediu algumas cópias desta fotografia para guardar de lembrança.
A princípio o pessoal da revista ficaram chocados - e desconfiados, num primeiro momento.
Mas a história que Ray Holtz, de Chippewa Falls, Wiscosin contou, convenceu-os de que ele era aquele que estava na foto - o primeiro Yank de Harley-Davidson a entrar na Alemanha - no fim da primeira guerra mundial.
A história de Holtz deixou os editores cativados, quando ele contou como a corporação do exército dos USA, e seu capitão foram capturados pelas forças alemãs na Bélgica numa noite de missão. Três dias depois, foram libertados, os homens e suas Harley-Davidson. Todavia, eles retornaram à uma pequena vila belga, próxima à fronteira com a Alemanha. Onde no dia seguinte, Holtz pilotou até a Alemanha e se tornou o primeiro americano a entrar no país recém ocupado. 

Texto da Revista HOG 008

Esta foto é realmente impressionante e significativa!!!

Vìdeos Zen na Motocicleta